Pages

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Unhas fim de semana

Após algum tempo tratando de minhas unhas, resolvi voltar a pintar. Tinha visto o Colorama Única Camada Rosa Colonial por alguns blogs, e apesar de não me dar bem com a Colorama, por  vários motivos, resolvi investir R$ 3,65 porque afinal estava procurando um rosado diferente e tivemos um evento sábado á noite então eu queria realçar a beleza...rs.rs.rs.
Bom pra mim a Colorama continua uma verdadeira MERDA com todo o significado do adjetivo e me arrependi mais uma vez de dar uma chance à marca.
Não adianta comparar em postiças, pois: as postiças não tem a mesma cor, porosidade, temperatura, umidade e nivelamento de uma unha normal.
Fato que eu já estava em cima da hora com alguns contra-tempos, e passei uma camada que não cobriu e ficou toda falhada, passei a segunda que cobriu mas ficou parecendo uma borracha, pois esta linha única camada e bem grossa. resultado ficou o erroooo total e absoluto e tive de ir com as mãos cruas só com uma base.
Ao contrários dos pés (ignorar os calos causados por anos de sapatos de salto e bico fino, alguns anos de karatê e tae kwon do...) onde eu usei um da HITS (acho q o 372) ficaram bem meigos.





Como no mesmo dia que comprei o maldito Colorama, comprei também o tomara que caia da Mohda, resolvi usar ele ontem. A cor é chic de tudo, linda, 2 camadas cobriram bem, brilhante seca rápido e não é marca famosa que coisa né??? Como estava muito chic e eu estou mais pra alegrar apliquei umas florzinhas brancas que ficou legal também.Postei as fotos embora não consiga focar direito nas mãos mas dá para ter uma idéia.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Tilápia ao forno com camarões.















E para completar, fiz um jantar especial para meu marido. Adoramos tilápia então resolvi fazer uma combinação ao forno que ficou ótima. Adoro cozinhar!

Meu Aniversário!!!!!!!!








Bom nem preciso dizer que ontem (meu aniversário é hoje!) meu marido não se conteve e entregou tudo de uma vez...
Sempre digo que presente para a mulher/namorada tem de ser completo: cartão, flores, chocolates e presente....adorei as substituições que ele fez!
A macaquinha de pelúcia no lugar das flores porque ele disse que eu sou muito elétrica....e as flores murchariam logo, concordo!
As minhas geléias favoritas (sem adição de açúcar para manter o corpitcho!) 8 sabores pode isso???
O cartão um luxo e a mensagem tudo a ver conosco!
E para não falar no presente (que sou péssima para tirar fotos assim!) um lindésimo anel de ouro branco com um brilhante de 10 pts para eu usar junto com minha aliança.
Mas meu maior e especial presente é o meu marido, meu amor, presente divino!!
Estou muito feliz e amada!
Adorei!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

PRECE PELOS ANIMAIS

MISERICORDIOSA PRECE POR NOSSSOS AMIGOS, OS ANIMAIS

(a pedido do Mestre Ascensionado Hilarion)

Oh, Grande e Misericordioso Deus de todos nós!
Invocamos a Plenitude da vossa compaixão
para todos os nosssos amigos animais,porém especialmente para aqueles que estão exauridos por excesso de trabalho;
pelos que são cruelmente tratados
pelos que são usados para experiências
e para toda a agoniada criatura que em cativeiro
bate-se contra as suas grades!
Que possamos ser para todos eles os AMIGOS DA MISERICÓRDIA e em nome da Misericórdia
pedimos que toda a vida seja envolta na Vitória do Amor
em todos os lugares e recantos da Terra.
Em nome da Altíssima Vida presente em toda parte em nome do Ascensionado Mestre Jesus Cristo demandamos a Libertação dos animais! 
Assim seja. Amado Eu Sou 

Dança do Ventre - DIVULGAÇÃO

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Dança do Ventre Templo de Ísis

Esse é um vídeo da minha professora de dança do Ventre, numa de suas festividades em seu templo.
Posso dizer que a pratica da dança é maravilhosa, é união de corpo, mente e alma, sem falar no bem que faz para o ego!
Comecei faz pouco tempo a praticar esta arte, juntamente com a Dança Cigana, mas há muito que já sou apaixonada pela cultura árabe, egípcia e cigana e agora estou tendo a oportunidade de me dedicar a este novo aprendizado.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Ofó para o nascer do dia.

OFÓ OLÓOJÓ ÓNÍ=REZA DE IFÁ


Olóojó òní Ifá, mo júbà rè
Olú dáyé, mo júbà rè
Mo júbà omodé
Mo júbà àgbà

Bí èkòló bá júbà ilè
Ilè ó l’énun
Kí ìbá mi sé
Mo júbà àwon àgbààgbà méérìndílógún

Mo júbà bàbá mi “Ogun “
Mo tum júbà àwon Ìyá mi eléeye
Mo júbà Òrúnmìlà, ó gbáayé, ó gbóòrun
Òhuntí mo bá wí lóojó òní
Kí ó rí béè fún mi

E jòwó, májé kí ònòn mi díì
Níìtorí yìí ònòn kò dí mòn ojó
Ònon kò dí mòn oògùn
Òhuntí a bá ti wí fú Ògbà, l’Ògbá ngbà

Ti Ìlákòse ni sé láàwújo igbi
Ti Ekese ni sé láàwùjo Òwú

Olóojó Òní kí ó gbà òrò mi yèwò

Àsé!

Senhor e dono do dia Ifá, apresento-vos meus respeitos.
Senhor da terra, apresento-vos meus respeitos.
Meus respeitos aos mais jovens (novos).
Meus respeitos aos mais velhos.

Se a minhoca vai à terra respeitosamente,
A terra abre a boca aceitando-a
Que a bênção me seja dada.
Meus respeitos ao dezesseis mais velhos (Odú Àgbà).

Meus respeitos, meu pai “ Ogun “
Eu tomo a benção às minhas mães Senhora dos pássaros.
Meus respeitos, Orunmilá, aquele que vive na terra e vive no céu.
Qualquer coisa que eu diga no dia de hoje,
Que eu possa vê-la acontecer para mim.

Por favor, não permita que meus caminhos se fechem,
Porque os caminhos não se fecham para quem entende o dia,
Os caminhos não se fecham para quem entende a magia.
Qualquer coisa que eu diga para Ògbà, que Ògbà aceite.

Ìlákòse tornou-se o mais importante na assembléia dos caracóis,
Ekese tornou-se o mais importante na assembléia do algodão.

Senhor e dono do dia, que você aceite minhas palavras e verifique.

Que assim seja !


Dijina

É uma palavra de origem Bantu que significa "Nome" ou "Apelido" no idioma Kimbundu.

É notório que somente nos Candomblés de tradição de Angola e Kongo é os neófitos recebem outro nome (Dijina),após o término dos rituais de iniciação,onde passará a ser conhecido em toda a comunidade espiritual pelo seu "Dijina Muzenza" (Nome do noviço), que é diferenciado de "Dijina 

Inkice (Orixá)
" (Nome secreto da divindade),nome dito pela divindade no dia de sua saída,para o público presente na casa de Candomblé,onde o Sacerdote ou Sacerdotiza escolhe um convidado ilustre para ser o Padrinho do iniciado .Este ritual se assemelha ao "Orunkó Òrísá" nos Candomblés de Kètú e o"Hunyi Vodun" nos Candomblés de Djeje.


"O Dijina segundo a cultura tradicional Bantu"

O nome,como parte constitutiva,completa a pessoa,pois  explica a natureza própria do ser individual,mostra a sua realidade e descobre a sua interioridade.É um distintivo,segue a alma espiritual como a sobra segue a alma sensitiva.

O Dijina é um nome tirado da cultura pessoal de um dos iniciados da nação Angola.O Sacerdote junta prefixos de nomes como: O prefixo do nome do Odú e o prefixo do nome do Inkice (Orixá), a tradução do Dijina revelará a personalidade rela do ser.



O nome situa o homem no grupo: É a denominação que permite reconhece-lô,o sinal da sua situação,da sua origem,da sua atividade,das suas relações com os outros.

Pela sua origem concreta não só nomeia,mas explica.É mais que um sinal.Transforma-se numa figuração simbólica.



Dar o nome a uma coisa ou a uma pessoa,conhecer o nome secreto,equivale a descobrir a sua natureza.O conhecido fica de alguma forma em poder ou pelo menos sujeito a possíveis ações mágicas do conhecedor.Entre ele e o objeto ou pessoa assim conhecidos,brota uma reação vital que propicia a interação.

A palavra é poderosa e inseparável do pronunciado,quem sabe pronunciar o verdadeiro nome de um ser,influencia-o e domina-o,atua sobre a sua realidade profunda,por isso se esconde o nome real.

Por isso os Bantus podem ter vários nomes,mas algum fica escondido,não dá a conhecer a nínguem,salvo os seus companheiros de iniciação.

Os Bantus mudam de nome várias vezes na vida.O nascimento, viagens, iniciações, empregos, sociedades e acontecimentos excepcionais provocam mudanças de nomes.


Toda transformação da personalidade exige uma nova forma de ser chamado.Com o antigo nome desaparece a personalidade abandonada e com ela suas imperfeições, seu passado, seus vícios pois acima de tudo o verdadeiro Candomblé é uma religião que prima pela construção do Ìwà Pélé - bondade, gentileza de caráter.

Asé o!
Monatolacy.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Voltei eu e minhas unhas!!!!



Após longo tempo sumida (minha mãe ficou doente e tive de tirar uma licença para cuidar dela, mas graças a Deus, a Yemanja dona das cabeças, e todos os Orixás e amigos que oraram, vibraram, enviaram, Reiki, MH, etc, ela está bem melhor quase boa!).
Neste ínterim, minhas unhas que já estavam fracas, acho que por estresse, ficaram piores do que tudo! Nem os milagrosos fortalecedores da Sally Hansen que estavam atuando muito bem, deram conta. Tive de apelar para qualquer alternativa e numa dessas tentativas vi dois produtos: O Unhafort da Muriel, e o Óleo de Cravo da Ideal (gosto dos produtos da Muriel e adoro os da Ideal) então resolvi testá-los.
O Unhafort é um líquido que some ao aplicar mas deixa as unhas um pouco rosadas, visto o produto possuir uma cor alaranjada mas nada que ao tomar banho e usar a escovinha de unhas não volte ao normal. Estou gostando do resultado. Uso todos os dias diversas vezes sob as unhas sem esmalte nem base nem nada. Na seqüência aplico o óleo de cravo para mantê-las hidratadas e o interessante que esse óleo de cravo da Ideal tem um perfuminho bem leve e não cheira à cravo (muita gente não gosta!).
O resultado foi visível. A escamação parou, as unhas estão com aspecto liso e hidratado e crescendo ainda que devagar, a unica coisa chata é que sou "esmaltólatra" e não estou pintando as unhas....mas tudo bem vale o sacrifício de cuidar bem delas para quando estiverem maiores receberem lindas cores....
Bom ai está a dica de dois produtos brasileiros, baratésimos e que cumprem o que prometem.
Nem sempre os gringos dão conta!!!!!
Bjus violetas!!!

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Quarta-feira dia de Yansã/Oyá !!

Eu gosto muito do toque de Oyá, acho que o som é contagiante e energizante!!!
Acho esse Orin de Oyá lindo.

Awo - O Mistério dos Orixás


Eu adoro ler. Leio excessivamente principalmente livros dogmáticos sobre minha religão o Candomblé que é tão profunda, rica e extensa.
Estou lendo um livro muito bom sobre o tema, que além de explicar bem a fundamentação básica da religião sana muitas dúvidas sobre alguns procedimentos que os iniciados adquirem com o tempo e os profanos desconhecem.
Deixo aqui a sinopse.
É um livro que pode ser lido por todos até mesmo a título de esclarecimento, visto que a maioria das pessoas nem sonha com o que é o Candomblé.

Sinopse - Awo O Mistério dos Orixás Gisele Omindarewá Cossard

A mulher de um embaixador francês comparece a uma festa de candomblé em Caxias, Rio de Janeiro, na década de 1960. Durante os festejos, perde o controle e entra em transe. Sua vida muda completamente em direção à África, ao Brasil e ao Candomblé. Navolta a Paris, já iniciada pelo pai-de-santo Joãozinho da Goméia, escreve sua tese de doutorado sobre o tema, orientada por Roger Bastide. Anos depois, retorna ao Brasil como Conselheira Pedagógica do Serviço Cultural Francês. Através de amigos comoPierre Verger, se aprofunda cada vez mais nas raízes da cultura africana. Compra uma casa em Santa Cruz da Serra que se tornaria o seu terreiro, onde reina até hoje, aos 83 anos. Batizada Omindarewá, ou água límpida, Cossard se tornou a primeira mãe-de-santo européia do Brasil. Embora não sejam muito numerosos os seguidores assumidos do candomblé, a religião tem uma grande influência. Mesmo no país que tem a maior comunidade católica do mundo, com mais de 120 milhões de fiéis declarados, muita gente acredita no candomblé e consulta mães-de-santo como Omindarewá. O candomblé foi proibido no Brasil até 1946. A religião sobreviveu porque os escravos contornaram a proibição fingindo estar adorando santos católicos. Depois de ser legalizado, o candomblé cresceu rapidamente e se espalhou de Salvador para o Rio de Janeiro e outras cidades. Em Awô – o mistério dos orixás, Gisèle Cossard nos apresenta o que vem a ser a religião dos Orixás e como ela se firmou no Brasil. Suas identidades e diferenças através do olhar acadêmico e das experiências religiosas de uma mãe-de-santo francesa.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

30 de setembro - Dia da Secretária

É... hoje é meu dia (ou um deles por que sou prof. de Inglês também!)
Na época em que me formei não foi fácil, mas a rotina de uma secretária não é nada fácil também.
Posto o e-mail que meu marido me enviou (isso faz valer a pena!!)

**********************************************************************

Secretária,

Muitas mulheres enganam-se quando afirmam que são secretárias...

Vamos “ajustar as linhas”...

Primeiro que para se tornar uma secretária, é necessário a confirmação por meio de diploma universitário, pois é uma profissão...

Falando agora a mesma língua, podemos entender que para falar sobre secretária, é necessário bom senso e sabedoria... é melhor ter um pouco mais de respeito, quer entender o que eu digo? Seria o mesmo que indicar remédios para dores de cabeça, cólicas e falar “Eu sou Médico”, entende?...

É preciso estudar e ter talento, não ser mais uma na estatística e sim “A SECRETÁRIA” (inteligente, elegante, ética, firme e com muita bagagem cultural), viu só que diferença?!?

Bom, eu tenho o privilégio de conhecer uma secretária, a melhor de todas não por ser minha esposa, mas pela competência e preparo que desenham seu mapa profissional...

Rita de Cássia, FELIZ DIA DA SECRETÁRIA!!!!!!

Autor: Marcelo Bueno

********************************************

Lindo não? Eu também sou secretária dele! rs.rs.rs.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

DIA 29 DE SETEMBRO - ARCANJO SÃO MIGUEL

Não só os Cristãos reverenciam o Arcanjo Miguel, como também Judeus, Islâmicos, Umbandistas, Enochianos, etc. O Arcanjo Miguel e os seus Anjos da Proteção podem responder melhor aos seus pedidos de socorro se rezarmos diariamente. Milhares de pessoas assistiram já a milagres que pensam ter sido tornados possíveis pela sua forte relação com os Anjos da Chama Azul. O Arcanjo Miguel é o nosso verdadeiro amigo, e a sua ajuda é extremamente importante para qualquer pessoa que deseje alcançar o seu objetivo espiritual máximo. Deverá dizer aos Arcanjos onde é que quer que o ajudem, por isso seja específico nas suas orações e afirmações sobre os seus objetivos para este dia. Para tudo aquilo que pedir, peça que seja feito somente de acordo com a Vontade de Deus. Quando fizer seus pedidos, peça que tudo seja cumprido de acordo com a Vontade de Deus. Sempre que enfrentar alguma dificuldade ou estiver em perigo, diga em voz alta e com toda a Fé, o Fiat.
FIAT ARCANJO MIGUEL AJUDA-ME !AJUDA-ME ! AJUDA-ME !

Ó Príncipe nobilíssimo dos Anjos, valoroso guerreiro do Altíssimo,
zeloso defensor da glória do Senhor, terror do espíritos rebeldes,
amor e delícia de todos os Anjos justos, meu diletíssimo Arcanjo São Miguel, desejando eu fazer parte do número dos vossos devotos
e servos, a vós hoje me consagro, me dou e me ofereço e ponho-me a mim próprio,
a minha família e tudo o que me pertence, debaixo da vossa poderosíssima proteção.
É pequena a oferta do meu serviço, sendo como sou um pecador, mas vós engrandecereis o afeto do meu coração; recordai-vos que de hoje em diante estou debaixo do vosso sustento e deveis assistir-me em toda a minha vida e obter-me o perdão dos meus muitos e graves pecados, a graça da amar a Deus de todo coração,
ao meu querido Salvador Jesus Cristo e a minha Mãe Maria Santíssima, obtende-me aqueles auxílios que me são necessários para obter a coroa da eterna glória.
Defendei-me dos inimigos da alma, especialmente na hora da morte.
Vinde, ó príncipe gloriosíssimo, assistir-me na última luta e com a vossa alma poderosa lançai para longe,
precipitando nos abismos do inferno, aquele anjo quebrador de promessas e soberbo que um dia prostrastes no combate no Céu.
São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate para que não pereçamos no supremo juízo.
Amém.

fonte:GFB/Umbanda Estudo blogspot

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Pensando um pouco.


Astrologicamente, sagitarianos são, além de todos os detalhes, pensadores e considerados como espíritos "velhos".
Lendo os blogs que sigo, mensagens do orkut, jornais, convivendo com pessoas no trabalho e na faculdade, na ordem da Chama Violeta, vejo que muita gente julga, rotula, prega e auto-intitula mas tem gente que faz e luta (o pessoal da chama principalmente entre outros), mas ainda poucos.
Esse Blog é um Blog que fala, claro das futilidades femininas - adoroooo!!!- mas também fala da conscientização.
Conscientização do que? com o que?
Para aqueles que ainda não entenderam: planeta, pessoas, meio-ambiente, animais, e consciência política para próximo domingo 3 de outubro não?.
Acho que não há necessidade de ficar dissertando.
Basta tirar os olhos de seu próprio umbigo e olhar para o lado.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Consciência, estar presente.



Às vezes é muito difícil manter nossa mente focada no presente, aqui e agora.
Porém essa é a unica realidade verdadeiramente existente!
*************************************************************************************************************
Chapéu de Chuva à Porta
Certa vez, um Mestre mandou que chamassem determinado discípulo, que se encontrava recluso em sua cabana, nos arredores de um mosteiro Zen. Este discípulo já estava com esse Mestre há anos, treinando sob sua direcção. Como o Mestre tinha muitos discípulos, era difícil de se conseguir uma entrevista particular com ele. O discípulo achou inusitado o fato do Mestre estar chamando-o para uma conversa. Começou a ficar excitado, pensando: “o que será que o Mestre deseja de mim?”, “será que ele vai me perguntar alguma coisa sobre o Dharma, para me testar?”, “será que ele deseja me atribuir algum cargo ou tarefa?”. Com a mente repleta de pensamentos, pôs-se o monge a andar. Como estava chovendo, levou seu guarda-chuva.
Ao chegar à casa do Mestre, ele fechou o guarda-chuva, colocou-o a um canto. Pôs suas sandálias molhadas do lado do guarda-chuva. Na frente do Mestre, fez as mesuras que mandam a etiqueta monástica e sentou-se. O Mestre então foi logo perguntando:
- Quando você entrou aqui, de que lado do guarda-chuva você deixou suas sandálias?
O monge discípulo não conseguiu se lembrar com certeza. O Mestre então declarou:
- Volte para sua cabana e medite!
Desta maneira, o Mestre quis dizer que meditação e vida quotidiana são uma única realidade. Não podemos separar a nossa vida diária do ato de atenção com que devemos fazer todas as coisas…


Mr. Big - Shine (adoro!)

Adoro essa musica, nada melhor para animar essa segunda-feira nubladinha!

Dietandoooo....


Bom,
após uma semana de sibu, dieta forte e a risca, com fome às vezes, com chilique também, percebi e comprovei um emagrecimento de 2,5kgs.
Porém sei da extrema urgência e necessidade de matricular-me em uma academia urgente - tempo frio não me anima!!!
Mas...essa dieta de redução calórica + sibu me deixou ultra cansada e sem energia.
Penso que vou reiniciar a dieta de indução de Atkins (14 dias zero cabos) e depois as demais fases.
Com o auxilio da sibu supero a vontade de comer doces e dai já vou reeducando mas sem perder o pique!! Já comprovei que a dieta de Atkins funciona bem com alguma adaptações, mas o melhor é a sensação de energia e saciedade que ela promove.
Então é isso....preciso queimar queimar queimar...e firmar firmar firmar...rs.rs.rs.
Ótima segunda.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Sabedoria Oriental


Lenda oriental

Conta uma lenda popular do Oriente que um jovem chegou a beira de um oásis junto a um povoado, aproximou-se de um velho e perguntou-lhe:

“Que tipo de pessoa vive neste lugar?”

“Que tipo de pessoa vivia no lugar de onde você vem?”, perguntou por sua vez o ancião. “Oh, um grupo de egoístas e malvados.”, replicou o rapaz. “Estou satisfeito de haver saído de lá.”

A isso, o velho replicou: “A mesma coisa você haverá de encontrar por aqui.” No mesmo dia, um outro jovem se acercou do oásis para beber água e vendo o ancião, perguntou-lhe:

“Que tipo de pessoa vivia no lugar de onde você vem?” O rapaz respondeu: “um magnífico grupo de pessoas, amigas, honestas, hospitaleiras. Fiquei muito triste por ter de deixá-las.” “O mesmo encontrará por aqui.”, respondeu o ancião.

Um homem que havia escutado as duas conversas perguntou ao velho: “Como é possível dar respostas tão diferentes a mesma pergunta? Ao que o velho respondeu:

“Cada um carrega no seu coração o meio em que vive. Aquele que nada encontrou de bom nos lugares onde passou, não encontrará outra coisa por aqui. Aquele que encontrou amigos ali, também os encontrará aqui, porque, na verdade, nossa atitude mental é a única coisa na nossa vida sobre a qual podemos manter o controle absoluto.

Momento Informativo 5


Por fim os Encostos que baixam na Igreja, são todas pessoas que perderam sua credibilidade enquanto umbandistas ou candomblecistas, mas querem continuar fingindo que estão com ou são orixás. A diferença é que, na Igreja, o pastor sabe que é palhaçada, mas finge que acredita, puxa o cabelo, agride a pessoa, chama de diabo e finge que libertou a pessoa. Sessão de descarrego da Igreja Universal é um finge que me engana, que eu finjo que acredito. São pessoas incompetentes que necessitam de alguma coisa para justificar seus fracassos e incompetência, e então vão lá para a Universal e Genéricas se auto denominarem tranca rua ou padilha. Palhaçada ou vulgo Eke pra quem me entende!
Espero ter elucidado um pouco a todos necessitados de embasamento.


Asé irè o!
Monatolacy.

Momento Informativo 4

Sobre a IURD e o Candomble e a Umbanda, etc....
É fácil explicar porque a Igreja Universal cresceu tanto:

O seu líder o Pastor Edir Macedo, era umbandista, todos sabem. Ele teve a grande sacação de juntar a Cruz, maior símbolo da Igreja Católica à Rosa Branca, ofertada à Iemanjá. Por duas vezes ao ano cerca de 80% da população brasileira joga rosas para Iemanjá, uma vez no dia 31 de dezembro e outra no dia 2 de fevereiro.
Enquanto a Umbanda foi perdendo força, à medida que o sincretismo foi se enfraquecendo, seus adeptos se converteram ao Candomblé ou ao “Umbandomblé”, e as casas que ofereciam sessões de desenvolvimento e sessões de descarrego de 15 em 15 dias, foram virando terreiros de candomblé, o Edir Macedo se apoderou também desse ritual. Sessão de descarrego é na Umbanda. Mas na IURD tem sessoes especificas de descarrego com dia e hora certa para acontecer e ate uso de ervas.....

Outro fator interessante, é a questão da abertura de uma nova Igreja. Com a expansão dos Shoping Center com 10 ou 15 salas de cinemas, os cinemas de praças perderam força e faliram sendo arrendados pela Igreja com o dinheiro dos seus fiéis, que no dia seguinte inaugurava naquele cinema uma nova filial da IURD. Um terreiro de candomblé não se inaugura de um dia para o outro. Jamais um cinema onde vários namorados se beijaram, se apalparam, e até transaram, viraria um terreiro no dia seguinte. Além, de vários sacudimentos no estabelecimento, há a necessidade de se assentar o chão e tudo o mais que é essencial em uma casa de candomblé, que so quem frequenta sabe e conhece. Nao e para leigos ou atores.
Tem ainda a questão da mídia, a Igreja Universal é dona da Rede Record com toda uma campanha contra Candomblé e a favor da Igreja.


Momento Informativo 3


CANDOMBLÉ=Religião de MATRIZ Africana porem formado e fundado no Brasil.

A população da África ultrapassa os 800 milhões, que por religiões, estão distribuídas assim: 316 milhões são muçulmanos, mais da metade deles nos países árabes do norte do continente, 256 milhões são cristãos, dentre os quais 124 milhões são católicos, aproximadamente 200 milhões seguidores das religiões tradicionais africanas, o restante se reparte entre as chamadas “Igrejas Independentes” ou de origem africana, muitas delas são separadas das igrejas cristãs históricas, e as numerosas seitas fundamentalistas que surgem constantemente, especialmente nas cidades."
A Religião na África é multifacetada. A maioria dos africanos são adeptos do cristianismo e islamismo. Muitos também praticam as religiões tradicionais africanas. Estas religiões são freqüentemente adaptadas aos contextos culturais indígenas e sistemas de crença ou fazem sincretismo paralelamente cristianismo e islamismo.
Fonte: http://latinoamericana.org/2003/textos/

Momento Informativo 2


Fluxo e refluxo : A Diáspora Africana (fonte Fundação Pierre Verger)
O Candomblé no Brasil.

Em suas constantes idas e vindas entre a África Ocidental e a Bahia, Verger não deixava de se encantar com as semelhanças entre os povos dos dois lados do Atlântico. Na aparência, jeito de falar e costumes, ele via a comprovação de uma história entrelaçada. O tema o apaixonou tanto, que Verger chegou a exercer um importante papel na renovação desses laços. Aqui e lá, organizou museus, ciceroneou pessoas, transportou mensagens, fez pesquisas. E, para compreender os motivos dessas semelhanças, estudou a fundo o tráfico de escravos e o retorno de muitos deles à África, após a abolição, gerando assim uma de suas principais obras: Fluxo e Refluxo do Tráfico de Escravos entre o Golfo do Benin e a Baía de Todos os Santos dos Séculos XVII a XIX.

A pesquisa começou em 1949, em Ouidah, quando Verger teve acesso a um importante testemunho sobre o tráfico clandestino de escravos para a Bahia: as cartas comerciais de José Francisco do Santos, escritas no século XIX. Aos poucos, ele foi descobrindo que, nos últimos anos do tráfico, os escravizados eram quase exclusivamente os iorubás, que o tabaco era a moeda de troca e a intensidade desse comércio abominável: "Os agentes da escravidão na Bahia tiveram relações estreitas com essa parte da África. Houve anos em que se registraram cerca de cem navios indo e voltando da Baía de Todos os Santos para o Porto de Ouidah".

Foram cerca de vinte anos de pesquisas até o texto ficar pronto. Em 1966, Fluxo e Refluxo foi apresentado na Sorbonne, em Paris, que atribuiu a Verger - um autodidata que foi expulso duas vezes das salas de aula por indisciplina e parou de freqüentar a escola aos 17 anos - o título de Doutor em Estudos Africanos. A tese transformou-se em livro dois anos depois, em 1968, quando saiu a versão francesa. Depois de oito anos, em 1976, foi publicada a versão em inglês. O público brasileiro só pôde conhecer o livro em 1987, mais de vinte anos depois de pronto, quando a Editora Corrupio publicou a versão em português.

Fluxo e Refluxo se tornou um marco. Nas suas 718 páginas, exibe-se um estudo criterioso, que esclarece aspectos até então obscuros sobre a escravidão e suas conseqüências econômicas, sociais e políticas. Verger não economizou esforços: descreveu as relações comerciais, tratou das revoltas e rebeliões de escravos, das formas de emancipação, das condições de vida, da legislação, do retorno à África, da vida dos descendentes de brasileiros e outros pontos. Transcrevendo literalmente muitos dos documentos consultados em arquivos em Londres, Lisboa, Paris, Haia, Bahia, Rio de Janeiro e Lagos, produziu o seu livro mais historiográfico.

"Muitos dos pretos, ao voltarem libertos para a África com costumes brasileiros, fizeram lá uma espécie de Brasil, assim como se formou aqui uma espécie de África", dizia Verger; que considerava importante o reatamento dos laços entre esses povos irmãos. Com Fluxo e Refluxo, vários artigos e outras iniciativas, ele tentou colaborar para essa aproximação. E, de fato, a sua obra promoveu e continuará promovendo muitos avanços nesse campo, pois ela continua sendo uma das mais importantes fontes de informação para brasileiros e africanos, que desejarem conhecer melhor a sua própria história.


Momento Informativo 1


(PRA QUEM NÃO POSSUI INFORMAÇÃO SOBRE O CANDOMBLÉ ANTES DE FALAR OBTENHA O DEVIDO EMBASAMENTO!!)

Orixás : Verger e o Candomblé

"O Candomblé é para mim muito interessante por ser uma religião de exaltação à personalidade das pessoas. Onde se pode ser verdadeiramente como se é, e não o que a sociedade pretende que o cidadão seja. Para pessoas que têm algo a expressar através do inconsciente, o transe é a possibilidade do inconsciente se mostrar". No seu contato com o candomblé - como freqüentador, amigo e iniciado - Verger foi cuidadoso e paciente. Ganhou afeto, proteção, conhecimento e, para honrar a confiança que nele foi depositada, passou o resto da vida registrando lendas, liturgias e procedimentos, em suas fotos e livros, que se tornaram fonte segura de informação para adeptos, pesquisadores e curiosos.

"Só em 1948, dois anos após minha chegada à Bahia e uma longa viagem pelo Recife, Haiti e Guiana Holandesa é que comecei a dar-me conta da importância do Candomblé e do papel que desempenha, dando dignidade à maioria dos habitantes desse lugar, descendentes de africanos". Foi em 1948 também que ele esteve pela primeira vez no Ilê Axé Opô Afonjá, pouco antes de partir para a África, onde teria uma bolsa de estudos para fotografar rituais religiosos. Mãe Senhora se ofereceu para consagrar a sua cabeça a Xangô. Iniciou-se aí a longa amizade de Verger com o povo de santo.

Na África, esteve com descendentes dos antigos soberanos que originaram os mitos; conheceu os locais sagrados, assistiu e participou de rituais. Quando estava na Bahia, continuava o aprendizado: "O interessante é você conviver, fazer as mesmas coisas e participar sem intenção de entender. Participando, a coisa fica completamente diferente. Foi o que aconteceu comigo aqui. Eu convivia no terreiro do Opô Afonjá, fazia as mesmas coisas das pessoas da Casa, sem saber o porquê, nem como. Vivia em comum tomando parte das preocupações, das crenças".

Além do Afonjá, Verger freqüentou muitos outros terreiros, como a Casa Branca, as casas de Joãozinho da Goméia, Joana de Ogum e Catita, onde tinha muitos amigos e, depois de alguns anos, o Aganju, fundado pelo sacerdote e amigo Balbino Daniel de Paula, com a sua ajuda. Até o final da vida, entretanto, Verger se declarava um "francês racionalista" que não tinha "sentimentos religiosos muito fortes", ainda que talvez não fosse tão cético assim. O fato é que a profundidade do seu conhecimento somado à sua vida monástica e temperamento misterioso o tornaram um referencial para pessoas de todos os credos.
(Fundação Pierre Verger)

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

O Regime....


Bom segundo dia do dito cujo.
Me sinto mais murcha pois ontem como foi atribulado passei o dia a shake+sopa+shake então dá uma murchadinha boa, fora o efeito diurético de água e chás.
A Sibutramina não me fez mal. Nada senti, exceto pela secura da boca (o que é bom) mais disposição (pois aumenta o metabolismo) e muito, muito menos fome ( o que é melhor ainda, assim vou fazendo a RA sem dor nem ansiedade).
Continuo com a homeopatia para TPM/estresse/ansiedade o que tem me feito muito bem.
Depois de 15 dias decorrido, retorno a dieta de indução de Atkins assim dá uma acelerada e o corpo não sente muito. Entre todas as dietas que já fiz, apesar de enjoar um pouco, gostei muito da de Atkins pois é a que lhe oferece maior plenitude alimentar, ou seja você não passa fome e come umas coisinhas proíbidas em outras dietas.
Falta começar a dançar/pular em casa...rs.rs.rs.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Lakshmi (Laxmi) Gayatri for Spiritual Wealth and Luxuries

Esmaltes

Nossa hoje achei o meu tão sonhado ACQUA da Big, depois de ter comprado o CLOSE da passe nati, o ACQUA da Elke, e mais o CIELO da ELKE e mais uns azulinhos e ainda fiz a misturinha que ensina no UB do Nouvelle Vague, mas enfim achei e comprei!! Bom já ultrapassei os 400 esmaltes, por que comprei outros também lógico e sou uma esmaltólatra enlouquecida.
Se der tiro fotos. Não temno muita paciência/tempo para fotos acho q também não sei focar legal nas unhas mas to feliz com meus esmalteenhos!!!

(As fotinhos (hiperlinks) foram tiradas de outros BLOGs muitos legais. Assim quem não conhecer já aproveita para conhecê-los!!)

Sabedoria Oriental


A Humanidade
Dalai Lama

Perguntaram a Dalai Lama:

“O que mais te surpreende na Humanidade?”

E ele respondeu:

“Os homens…
Porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde…
Porque pensam ansiosamente no futuro e, por isso, esquecem-se do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente, nem o futuro…
E porque vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se nunca tivessem vivido!”

Emagrecer...




Da primeira foto para a segunda, existem grandes diferenças: 6 anos as separam, mil coisas aconteceram e mil não aconteceram...porém estou muito, muito gorda.
Não posso usar belas roupas, minhas botas de cano alto não entram mais...não tem graça em muita coisa.
Fora o cansaço, as dificuldades entre outros.
Começo hoje mais uma etapa de emagrecimento (já tive outras que deram certo e depois descambei...) mas agora estou no limite, do peso, da idade de tudo.
Estou tomando shake + ração humana (de minha fabricação) pela manhã. Lanche da manhã um chá, iogurte ou uma frutinha e claro 1 comprimido de Sibutramina 10mg, para segurar a ansiedade e produzir efeitos mais ligeiros para estimular/animar. Almoço salada + proteína, lanche da tarde qualquer um dos permissíveis, jantar o mesmo do almoço salada + proteína. Água aos litros!
Falta entrar em uma academia, mas estou rodando que nem peru e não consigo me encaixar/animar com os horários por que tenho que conciliar casa+marido+papagaios+3º faculdade e enfim é uma correria só.
Já li que muita gente emagreceu em casa dançando! (Pelo menos para dar aquele up e se programar melhor e ter mais vontade/coragem/disposição tá valendo). Como acordo cedo mesmo, gravei uns cds de aeróbica, fitness, dancing, axé e vou shake my ass a bit antes de ir para o trabalho.
Vamos ver. Espero postar uma foto bem melhor no final do mes....de outubro é claro!
Bjus.
Paz e Luz!